Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Plataforma +Brasil e CIPI são objeto de apresentação na Câmara dos Deputados

Publicado: Sexta, 30 de Abril de 2021, 19h10 | Última atualização em Sexta, 30 de Abril de 2021, 19h52 | Acessos: 2908 Imprimir

Plataforma +Brasil e CIPI são objeto de apresentação na Câmara dos Deputados

 

Comissão Externa de obras inacabadas promove debate sobre as inovações na Plataforma +Brasil e no Cadastro Integrado de Projetos de Investimentos

 

A Câmara dos Deputados promoveu hoje, 30, debate sobre a situação das obras inacabadas no País. O Ministério da Economia, entre outros órgãos, como a Controladoria-Geral da União, foram convidados para falar sobre o que tem sido feito para atacar essa problemática.

O Ministério da Economia, representado pelo Secretário de Gestão, Cristiano Heckert, e pela Diretora de Transferências da União, Regina Lemos, apresentaram diversas iniciativas para a melhoria da gestão dos recursos públicos e ferramentas de transparência.

 

foto materia platafor Cristiano

“A Plataforma +Brasil visa contribuir com o objetivo de destravar as obras paralisadas. Queremos que os recursos, que são tão escassos e são empregados nas políticas públicas, tenham efetividade. O cidadão quer ver a creche concluída, a estrada duplicada”. Cristiano Heckert afirmou ainda que “a Plataforma +Brasil possui mecanismos que dão mais transparência na execução dos recursos e mais eficiência no seu processo de alocação.”

Na ocasião, a diretora Regina Lemos apresentou evolução no módulo de obras da Plataforma +Brasil em que, a partir de maio, a empresa executora poderá realizar a medição da obra diretamente na ferramenta.

 

foto materia plataforma Regina

 

 

Foi apresentado também o Cadastro Integrado de Projetos de Investimentos (CIPI), cujo objetivo é realizar uma melhor gestão das obras públicas do Governo Federal, uma vez que cada investimento em infraestrutura terá um número identificador único, por meio do qual será possível acompanhar toda a execução desses investimentos. Outra facilidade do cadastro é a representação da localização das obras em mapa.

Por enquanto, a ferramenta só é obrigatória para as obras executadas com recursos do Poder Executivo Federal. Regina Lemos informou que, no entanto, a ferramenta está disponível para adesão voluntária de estados e municípios que queiram fazer a gestão de seus recursos por meio do CIPI.

Assista ao evento, clique aqui.

Fim do conteúdo da página